Preciso de atirar os animais internos para o papel, numa purga diária. Se não os depuro, crescem. E há mais: quero um repositório do que faço, pouco ou muito. Por isso, que se lixe. Cada entrada será o que for e espero que isso ajude.

Entrada#14

Hoje à noite é a entrevista a R.F. Lá marcámos numa dessas ruas esconsas que o Porto tanto acarinha. Embora esteja preparado, temo apegar-me demasiado ao guião. A verdade é que não sou propriamente um jornalista e não sei conduzir coisas destas. No entanto, acho que sei conversar (conto com alguns anos de prática), que é quanto basta para chegar ao outro, se alguma vez transpomos essa distância, mesmo com as pessoas que melhor conhecemos. Quanto mais com quem desconhecemos em absoluto. Ainda assim, talvez chegue à intimidade de G. e a um mundo alheio que urge conhecer – ou inventar – como se fosse o meu.

Entrada#15

Entrada#13