Preciso de atirar os animais internos para o papel, numa purga diária. Se não os depuro, crescem. E há mais: quero um repositório do que faço, pouco ou muito. Por isso, que se lixe. Cada entrada será o que for e espero que isso ajude.

Entrada#4

Ontem à noite até correu bem, apesar de ter chegado tarde a casa. Uma página, pelo menos a primeira versão dela. Algumas ideias. O capítulo começa geral e depois afunila até F., que é quem me interessa agora. Nos primeiros parágrafos, uma ideia corre entre eles, infecta-os, e actuam. Partilhada por vários cérebros, naquelas condições, é danosa a sério (lembrei-me do Facebook). Em vez de ideia podia dizer propósito. Na revisão não esquecer o concreto: deixei muito genérico, e o geral precisa de se agarrar ao concreto aqui e ali. Depois desta página ainda escrevi outra sobre a Ariana para coisas que não o livro - talvez ponha aqui nos episódios. Dizia que correu bem mas é um perigo contentar-me com pouco. Malhar no ferro quente, malhar.

Não abrir

Entrada#3